VÍDEO: vigilante imobiliza paciente com as pernas em corredor de hospital em Paracatu

Caso foi registrado na noite de quinta-feira (9). Prefeitura alegou que paciente estava com sinais de embriaguez, mas disse que notificou a empresa terceirizada e pediu o afastamento do funcionário.

Um vigilante do Hospital Municipal de Paracatu, no Noroeste de Minas, foi flagrado imobilizando com as pernas um paciente que buscava atendimento na unidade. O caso foi registrado na noite de quinta-feira (9), no corredor do localA Prefeitura pediu o afastamento do profissional e informou que o paciente tinha “sinais de embriaguez”.

Nas imagens é possível ouvir uma outra pessoa gritando para denunciar a situação. “Olha o que ele está fazendo com o paciente que está sentindo dor. Olha a falta de respeito desse hospital. Olha isso aqui que ele está fazendo com um paciente”.

O paciente, que relatou ter procurado a unidade devido a dores, aparece no chão, com a cabeça presa entre as pernas do vigilante. No vídeo é possível ver que ele tenta conversar com o homem, mas não dá para identificar o que é dito.

Em nota, a Prefeitura de Paracatu informou que tomou conhecimento do caso e agiu imediatamente, notificando a empresa terceirizada, responsável pela vigilância na unidade, exigindo o afastamento imediato do profissional.

Imagens que circulam nas redes sociais

O Município ainda informou que o mesmo possuía sinais de embriaguez, insultou os técnicos e demais profissionais do hospital. A segurança do hospital foi acionada; neste momento, o indivíduo tentou adentrar a ala médica com um chute na porta principal e acabou sendo imobilizado pela segurança”.

A nota ainda diz:

“A Prefeitura de Paracatu esclarece que sempre opta por adotar esse procedimento de modo a viabilizar a justa apuração dos fatos e assim se poder chegar aos efetivamente aos verdadeiros responsáveis pelo ato de violência. Entendemos que esse procedimento de apurar todo o contexto seja o mais adequado para se obter uma conclusão real dos acontecimentos.

A Prefeitura de Paracatu vem trabalhando enfaticamente no estabelecimento de uma relação humanizada entre população e funcionários da saúde e enxerga com preocupação a cena brusca protagonizada pelo vigilante e paciente. Asseguramos que não compactuamos com o comportamento exposto no episódio e que jamais toleraremos a violência como forma de resolver pendências. Asseguramos ainda que os verdadeiros responsáveis pela cena de violência serão punidos exemplarmente”.

G1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn