Vazantinos devem ficar atentos ao Golpe do motoboy; caso é registrado na cidade

O chamado golpe do motoboy, que consiste em enviar um suposto funcionário do banco para buscar cartões das vítimas para averiguação, tem crescido em diferentes regiões do País.

Por telefone, o golpista se identifica como funcionário da instituição financeira, diz à vítima que seu cartão provavelmente foi clonado porque há compras suspeitas em seu nome e que por isso será necessário cancelá-lo. Assim, ele consegue os dados do cliente, cartões e senhas para fazer saques, compras ou realizar empréstimos.

Informações levantadas pela Rádio Montanheza 93.5 FM apontaram que houve, recentemente, mais de uma ocorrência desse tipo de crime na cidade. Nesta quinta-feira (12), por exemplo, um caso foi registrado em Vazante. A informação foi confirmada pela Polícia Civil e Polícia Militar. Foram feitos pagamentos utilizando o cartão, causando prejuízo de aproximadamente R$ 17 mil reais à vítima.

As agências bancárias, consultadas pela reportagem, não confirmaram oficialmente a ocorrência de golpes contra clientes por causa da privacidade e sigilo para com eles.

O crime é bastante comum e está ocorrendo em todo o território nacional. É importante frisar que as instituições financeiras não enviam funcionários para fazer coleta de documentos, cartões ou qualquer tipo de operação em domicílio, muito menos enviam motoboys para buscar.

A recomendação é que o cliente nunca entregue seu cartão a ninguém e jamais informe sua senha por telefone ou responda a uma mensagem de e-mail ou Whatsapp. Em caso de dúvida, ele deve procurar diretamente a agencia para esclarecimentos.

A pessoa que for vítima de golpe deve registrar um Boletim de Ocorrência Policial. Além disso, pode fazer uma reclamação no Procon do município.

Por Anderson Franque / Montanheza FM 93.5

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn