Vazante tem caso suspeito de óbito por dengue em investigação

Foto: Rafael Mendes

Vítima é um homem de 61 anos que teve o quadro piorado e foi transferido para Paracatu

Vazante tem um caso suspeito de óbito por Dengue que está em investigação, segundo informou a coordenadora da Vigilância Epidemiológica Municipal, Laís Corrêa. A vítima, um homem de 61 anos, faleceu no dia 14 de maio em Paracatu.

Conforme Laís Corrêa, o homem recebeu o primeiro atendimento no Hospital Municipal de Vazante, mas teve piora no quadro e foi encaminhado para Paracatu. Ela informou ainda que, antes de desenvolver a doença, o homem tinha viajado para Uberlândia, razão pela qual não se sabe se ele contraiu a Dengue em Vazante ou fora da cidade.

Também é necessário aguardar a conclusão das análises e emissão do laudo médico para que seja confirmado se a causa da morte da vítima foi ou não em decorrência da Dengue.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica alerta para o aumento expressivo das notificações de casos de Dengue em Vazante. De acordo com ela, o número de casos da doença na cidade chegou a 54 desde o início do ano até esta quinta-feira (26). O aumento das notificações tem ocorrido em todas as cidades da região.

Laís Corrêa apela para a consciência da população no sentido de redobrar os cuidados com as medidas de prevenção contra o Aedes Aegypti, que prolifera na água parada e transmite a Dengue, Chikungunya e Zika. 

“Quem apresentar qualquer um dos sintomas da doença devem procurar imediatamente um médico nas Unidades Básicas de Saúde”, avisa Laís Corrêa, acrescentando que pode estar havendo subnotificação dos casos no município pelo fato das pessoas não buscar tratamento.

Para conter a proliferação do mosquito da dengue a população deve eliminar objetos ou recipientes que acumulem águas das chuvas e manter as caixas de água sempre tampadas. Já os proprietários de lotes vagos precisam mantê-los capinados e livres de lixo e entulho.

VZ1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn