Vazante apresenta queda nos casos prováveis de dengue em novo Boletim Epidemiológico

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgou, nesta segunda-feira (22), novo Boletim Epidemiológico que monitora os casos de dengue, Chikungunya e Zika, em Minas.

De acordo com o Boletim, Uberlândia segue com a maior incidência da doença entre as cidades do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas. A cidade teve aumento no número de casos prováveis da doença e chegou tem 30.248.

Já Patos de Minas, segue como a segunda cidade com maior número de casos na região. No entanto, ao contrário de Uberlândia, o município registrou queda em relação à semana passada. São 6.951 casos prováveis, sendo 55 a menos do que no boletim anterior.

Alguns municípios da região também apresentaram queda no número de casos prováveis de dengue em relação ao último boletim divulgado pela SES.

O município de Vazante teve uma leve queda e reduziu os número de 761 para 759 casos prováveis e Lagoa Grande baixou de 501 para 500.

O município de Lagamar apresentou uma redução maior e saiu de 150 pra 142. Já o município de Guarda-Mor apresentou 442 casos prováveis, mesma quantidade do último boletim.

Mesmo com a queda, os municípios ainda continuam com incidência muito alta de dengue.

Não houve alteração no número de mortes no estado. Em todo o estado, foram confirmados 117 mortes pela doença em 2019. Ao todo, são 126 óbitos em investigação para dengue.

Anderson Franque / Rádio Montanheza 93.5

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Romeu Zema anuncia escala de pagamento

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, anunciou, nesta quarta-feira (28/10), a escala de pagamento dos servidores do Estado em novembro. A primeira parcela, com

Fechar Menu