Toffoli nega pedido de Witzel para reassumir governo do Rio

Witzel está afastado do cargo desde 29 de agosto, por decisão do ministro do STJ.

Witzel tentava suspender a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que o afastou do governo do Rio de Janeiro

O afastamento de Witzel tem uma validade inicial de 180 dias, prazo que começou a contar em 29 de agosto.

O governador é acusado pela Procuradoria Geral da República (PGR) de integrar organização criminosa que praticava crimes de corrupção e lavagem de dinheiro a partir de contratos do governo do Rio. 

Witzel não é réu, mas pode se tornar caso a Justiça aceite a denúncia.

Toffoli considerou que a decisão da Corte Especial do STJ que confirmou o afastamento de Witzel substituiu a ordem do ministro Benedito Gonçalves. Assim, ele entende que o recurso já não é pertinente, destaca o site Poder360.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu