Suspeito de liderar o tráfico de drogas em Patos de Minas está entre os mais procurados de MG

Varni Clévio Queiroz Souza, conhecido como ‘Varnin’, ‘Varlin’ ou ‘Varlinho’, também é apontado como um dos líderes do tráfico de drogas em município do Norte do estado. Veja outras informações e saiba como denunciar.

A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) divulgou, nesta quinta-feira (22), uma nova lista dos criminosos mais procurados de Minas Gerais com mandados de prisão em aberto. Nela, está o nome de Varni Clévio Queiroz Souza, conhecido como “Varnin”, “Varlin” ou “Varlinho”, de 33 anos. Conforme a pasta, ele é apontado como um dos líderes do tráfico de drogas em Patos de Minas.

Além de ter ligação com o município do Alto Paranaíba, ele é apontado ainda como um dos chefes do tráfico em Pirapora, no Norte do estado. Ele é natural de Lagoa dos Patos, também no Norte de Minas Gerais.

Ao todo, são 21 foragidos com mandados de prisão em aberto considerados como os mais procurados em Minas Gerais. Quem tiver alguma informação sobre o paradeiro de Varni e dos outros citados, pode denunciar através do 181, que funciona de forma anônima.

‘Procura-se’

21 foragidos, considerados prioritários, foram incluídos na nova lista do programa Procura-se  — Foto: Divulgação/ PMMG

21 foragidos, considerados prioritários, foram incluídos na nova lista do programa Procura-se — Foto: Divulgação/ PMMG

Chamado de “Procura-se”, o programa é coordenado pela Sejusp e tem a parceria da Polícia Militar (PM), Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal (PF) e Ministério Público do Estado (MPMG).

De acordo com a Sejusp, os alvos desta edição foram escolhidos por todas as instituições e considerou a prática de crimes graves como homicídio, roubo e tráfico de drogas. “Parte dos indivíduos listados também possui relação com explosões de caixas eletrônicos no estado, além de assaltos armados a bancos – prática denominada novo cangaço”, explicou a pasta.

Segundo a Sejusp, com a ajuda do disque-denúncia, nas três edições anteriores do “Procura-se”, em 2011, 2012 e 2017, foram presos 29 dos 41 alvos.

“A divulgação dos procurados ajuda a inibir a circulação destes criminosos”, ponderou o comandante-geral da PM, coronel Rodrigo Sousa Rodrigues.

Nesta edição, cartazes serão espalhados com as fotos dos foragidos em locais de grande circulação de pessoas ou que foram considerados estratégicos pela polícia.

Varni Clévio Queiroz Souza está entre os criminosos mais procurados de Minas Gerais — Foto: Sejusp/Divulgação

Varni Clévio Queiroz Souza está entre os criminosos mais procurados de Minas Gerais — Foto: Sejusp/Divulgação

G1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn