STF nega pedido do Governo de Minas para retorno das aulas presenciais no estado

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou, nessa segunda-feira (26), o pedido do Governo de Minas para autorizar o retorno gradual das aulas presenciais em todo estado.

O governo solicitou ao Supremo que suspendesse a liminar concedida na última sexta-feira (23) pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), proibindo o retorno das atividades presenciais na rede estadual de educação.

A liminar do TJMG atendeu ao pedido feito pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), que ainda está em vigor.

O sindicato argumentou que o retorno poderia submeter os profissionais da educação, os estudantes e toda a comunidade escolar a grave risco de contaminação, tendo em vista o alto nível de transmissão do novo coronavírus e o grande número de casos e óbitos já confirmados.

Fonte: Rádio Itatiaia

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu