STF nega pedido do governo de Minas para derrubar votação que congela IPVA em 2022

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou pedido do Governo de Minas para suspender a votação do Projeto de Lei (PL) na Assembleia Legislativa de Minas (ALMG) que, na prática, definiu que os valores do IPVA para 2022 devem ser os mesmos de 2020, valores do pré-pandemia.

Depois de uma guerra de liminares, o Tribunal de Justiça de Minas deu razão para a Assembleia e agora a decisão foi confirmada no Supremo. Decisão assinada pelo presidente do STF, Luiz Fux.

Essa polêmica toda envolvendo o IPVA, acontece por causa dos altos valores dos carros seminovos e usados. Um salto na tabela FIPE, em média de 23%, por causa da queda da produção de veículos novos.

Fonte: Itatiaia

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn