Secretaria de Saúde faz esclarecimentos sobre resultados conflitantes de testes de Covid-19 em Vazante

Exames de coronavírus são peças fundamentais para os governos decidirem quanto ao grau de rigor das restrições à população. Mas é importante saber quem e quando testar, e até que ponto os resultados são confiáveis.

As autoridades de saúde em todo mundo já explicaram a importância dos testes em massa para controlar a epidemia, mas no dia 13 de junho, em matéria publicada pelo G1, o Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos fez uma alerta sobre um tipo de exame que pode dar um resultado errado em quase metade dos casos. Citou-se o caso do falso-positivo, ou seja, indica que a pessoa tem anticorpos da doença quando, na verdade, não tem.

Fato é, que não é necessário ir muito longe encontrar casos desta natureza. Em Vazante, por exemplo, pacientes diagnosticados positivos para Covid-19 questionaram a eficácia dos testes rápidos. Eles fizeram os testes no Hospital Municipal e o resultado de ambos foi positivo, mas na contraprova dos exames realizada em laboratório particular o resultado foi oposto, negativo, conforme os relatos.

Os questionamentos não são exclusivos dos pacientes de Vazante. Em outras cidades do País, há diversos registros a respeito de resultados conflitantes dos testes, que têm gerado preocupação, obviamente, à população e seus governantes.

O próprio governador do estado, Romeu Zema, disse que a maioria dos testes não são confiáveis. Motivo pelo qual o estado não faz testes em massa, e por ser um projeto caro. A declaração foi dada durante live, na quarta-feira (10/06).

Em razão disso, a Secretaria Municipal de Saúde de Vazante se posicionou sobre a questão.

Em entrevista à Rádio Montanheza, Jeancarlo Guimarães Rodovalho, que é secretário de Educação e responde interinamente pela Pasta da Saúde do município, Cristiane Vitor, coordenadora da Vigilância Epidemiológica, além de Marcilene Rodrigues Pereira, responsável Técnica pelo Laboratório Municipal, falaram sobre os casos, fizeram esclarecimentos sobre resultados de exames e os protocolos que o município deve seguir diante desse período de pandemia.

Ouça à entrevista a seguir:

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Por Anderson Franque / Montanheza FM 93.5

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu