Produtor de Guarda-Mor perde mais de 35 mil após cair em golpe na compra de milho

Um produtor rural de Guarda-Mor foi vítima de golpe ao fazer a compra de uma carga de milho. A transação ocorreu via WhatsApp, o dinheiro foi depositado, mas o produto não foi entregue.

De acordo com a ocorrência policial registrada na noite de quarta-feira (18/11), a vítima, 35 anos, fez a compra da carga de milho por R$ 35.668,00, via TED, dirigido a Valderi Rodrigues Carneiro.

A negociação ocorreu via por ligações telefônicas e mensagens de WhatsApp. Após o pagamento, as ligações passaram a não ser mais atendidas, porém os números continuaram ativos. A última ligação atendida ocorreu na sexta-feira (13), quando o produtor fez a confirmação do depósito bancário.

A vítima disse que fez contato com o Armazém DWG-GUARDA-MOR, que seria o responsável por fornecer a carga de milho. Entretanto, os representantes o informaram que o caminhão já estava carregado com produto (milho) e aguardavam o depósito, que ainda não tinha sido creditado na conta do Armazém, para liberação do veículo.

A vítima disse ainda, que os valores foram depositados em duas contas, sendo uma do Banco C6 S.A, em nome da AGROPECUÁRIA CHAPETTA, e a outra no NUBANK, em nome de Valderi Rodrigues Carneiro.

A vítima não consegue mais contato com o suposto agenciador, bem como, não consegue a liberação da carga de milho no armazém em Guarda-Mor.

Por Anderson Franque / Rádio Montanheza FM 93.5

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu