Procon abre processo contra estabelecimentos por venderem combustíveis em garrafas pets em Patos de Minas

O Corpo de Bombeiros deu apoio à fiscalização que confirmou a situação, e a Polícia Militar registrou uma ocorrência.

A Prefeitura Municipal informou nesta quinta-feira (04) que o Procon abriu um processo administrativo contra dois estabelecimentos comerciais na zona rural de Patos de Minas. Estariam vendendo combustíveis em garrafas pet. O atendimento aconteceu após o órgão receber denúncias. O Corpo de Bombeiros deu apoio à fiscalização que confirmou a situação, e a Polícia Militar registrou uma ocorrência.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, além de constituir crime contra a ordem econômica (artigo 1º da Lei 9.605/98), a comercialização de combustível de forma fracionada em embalagens sem procedência e inapropriadas para essa finalidade, como as garrafas plásticas de refrigerante, fere o Código de Defesa do Consumidor por não ser um serviço prestado com segurança para o comprador.

A Prefeitura ressaltou que, além do descumprimento legal, essa prática é bastante perigosa, pois etanol, gasolina e diesel são tóxicos e inflamáveis. A Agência Nacional do Petróleo, inclusive, desestimula que o consumidor armazene e manuseie combustíveis em domicílio. O mesmo alerta vem do Corpo de Bombeiros, que, durante a ocorrência na zona rural, orientou os proprietários nesse sentido. Um boletim de ocorrência também foi lavrado pela Polícia Militar.

Patos Hoje

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn