Polícia Federal mira esquema de corrupção no FIES e ProUni e prende dono de Universidade e mais 17 pessoas

A Polícia Federal deflagrou uma operação nesta terça-feira (3) para investigar fraudes no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do governo federal. O dono da Universidade Brasil, José Fernando Pinto da Costa e outras 17 pessoas que teriam participado do esquema foram presas.

Dono da Universidade Brasil, José Fernando Pinto da Costa

A Operação Vagatomia investiga um super esquema de fraude na concessão do Fies e também na comercialização de vagas e transferências de alunos do exterior, principalmente Paraguai e Bolívia, para o curso de medicina em Fernandópolis (SP).


Bolsas do Prouni e fraudes relacionadas a cursos de complementação do exame Revalida também estão sob investigação. A PF estima em R$ 500 milhões roubados do Fies e Prouni.

G1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Romeu Zema anuncia escala de pagamento

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, anunciou, nesta quarta-feira (28/10), a escala de pagamento dos servidores do Estado em novembro. A primeira parcela, com

Fechar Menu