Polícia Civil recupera animais levados por estelionatário em Patos de Minas e alerta produtores da região

A Delegacia de crimes contra o patrimônio da Polícia Civil de Patos de Minas conseguiu recuperar 10 animais que tinham sido adquiridos por estelionatário. O gado já havia se repassado para outras pessoas e foram apreendidos em duas fazendas da região. A Polícia Civil fez um alerto aos produtores rurais para a ação de estelionatários no meio rural.

Segundo o delegado Érico Rodovalho, a vítima procurou a Polícia Civil informando que um indivíduo foi até a sua propriedade rural, e aproveitando de um conhecimento com a vítima, realizou a negociação com pagamento em cheques em doze animais. Entretanto, quando a vítima foi realizar o desconto dos cheques percebeu que havia caído em um golpe, haja vista que o cheque foi devolvido pela agência bancária e não foi efetuado o pagamento.

Diante da denúncia, a Polícia Civil iniciou as investigações e os devidos rastreamentos. Pode-se apurar que o estelionatário havia repassado os animais adquiridos em má-fé para terceiros, quando os investigadores passaram a levantar as propriedades rurais em que os animais possivelmente poderiam ser encontrados.

Utilizando de trabalho investigativo, uma equipe da Polícia Civil encontrou sete animais em uma fazenda na região denominada Fazenda Macacos, em Patos de Minas, em que o indivíduo que estaria em poder dos animais foi informado da procedência ilícita e procedeu a devida restituição.

Continuando os levantamentos, os investigadores localizaram outras três reses bovinas em uma propriedade rural na Fazenda Calambau, em São Gonçalo do Abaeté/MG, quando novamente advertido a procedência ilícita dos animais, e a boa-fé do detentor, os animais foram devidamente restituídos para a vítima.

A investigação continuará para localizar o restante dos animais. Segundo o delegado Érico Rodovalho ficou demonstrado nas investigações que os detentores dos animais não tiveram envolvimento com nenhuma prática ilícita e mais se aproximam de novas vítimas do estelionatário.

Quanto ao estelionatário, a Polícia Civil já tem sua identificação, e o inquérito policial segue sua tramitação normal com fins de conseguir a sua reprimenda penal. A Polícia Civil fez um alerta para a população em relação aos cuidados e zelo que cada cidadão deve ter ao adquirir qualquer bem de terceiro, e assim, não incidir em práticas delitivas, e até mesmo, sofrer o prejuízo com a perca do bem adquirido.

Imagens e nome dos investigados foram censurados pela Lei de Abuso de Autoridade.

PO Notícias

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu