Pesquisadores desenvolvem protótipo de bafômetro que detecta maconha

Uma equipe formada por pesquisadores do Departamento de Química e da Escola de Engenharia Swanson, da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, desenvolveu um protótipo de bafômetro que permite a detecção da maconha.  O dispositivo criado mensura a quantidade do composto psicoativo da maconha, o tetrahidrocanabinol (THC), presente no ar alveolar.

O artigo detalhado foi recentemente publicado no periódico ACS Sensors e mostra que o protótipo é similar a um bafômetro para detecção de álcool, incluindo um invólucro de plástico, bocal e display digital. O dispositivo já foi testado em laboratório e é capaz de detectar o THC em uma amostra de respiração que também contém outros componentes como etanol, metanol, acetona, além de dióxido de carbono e água.

O bafômetro foi desenvolvido utilizando-se nanotubos de carbono, cuja superfície se liga à molécula de THC, juntamente com outras presentes na respiração. Isso altera as propriedades elétricas do carbono e o tempo de recuperação das correntes elétricas indica se o composto da maconha está presente. De acordo com Sean Hwang, doutorando em química e autor principal do artigo, o time utilizou aprendizado de máquina para que o dispositivo reconheça a presença da substância.

TECHMUNDO

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Romeu Zema anuncia escala de pagamento

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, anunciou, nesta quarta-feira (28/10), a escala de pagamento dos servidores do Estado em novembro. A primeira parcela, com

Fechar Menu