Pacientes na UTI têm alta em SP após uso da hidroxicloroquina

“A impressão é muito favorável, mas […] se trata ainda de um número pequeno”, disse médico de hospital paulista.

Pelo menos quatro pacientes que estavam em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Igesp, em São Paulo, receberam alta após sete dias de uso de hidroxicloroquina em associação com outras medicações.

O médico cardiologista Dante Senra, coordenador das UTI’s do hospital, afirmou que foram “avaliados criteriosamente os protocolos internacionais”.

Em entrevista ao blog VivaBem, da UOL, Senra declarou:

“Até onde sabemos, fomos o primeiro hospital no Brasil a utilizar o medicamento.” 

Senra ainda afirma que, apesar de esperançosos, os resultados ainda são iniciais:

“A impressão é muito favorável, mas como se trata ainda de um número pequeno, não há como estabelecer uma relação de causa e efeito. Até porque não há estudos multicêntricos ainda.”

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu