Operação Caterva já tem mais de 100 pessoas presas, drogas, armas e dinheiro apreendidos

O promotor de Justiça, Cleber Couto, coordenador do Gaeco de Patos de Minas, o comandante da 10ª Região da Polícia Militar de Patos de Minas, coronel André Coli e o chefe do 10° Departamento da Polícia Civil de Patos de Minas, Jean Pierre Batista Neves apresentam balanço parcial da Operação Caterva em entrevista coletiva a impressa. A Operação conjunta foi realizada na manhã desta quarta-feira (06) para o cumprimento de mais de 320 mandados de prisão e de busca e apreensão na região.

Segundo o Promotor de Justiça, Cleber Couto, as investigações tiveram início há cerca de um ano a partir de suspeitas de envolvimento de policiais penais com a entrada de drogas e celulares em unidades prisionais. No curso dos trabalhos, o Ministério Público identificou a existência de 13 grupos criminosos que atuavam na região, principalmente na cidade de Monte Carmelo. Cerca de 130 pessoas foram denunciadas e determinado o sequestro de 70 veículos, além de dezenas de outras medidas cautelares patrimoniais, como bloqueio de valores em contas bancárias e indisponibilidade de imóveis.

A partir da denúncia do Ministério Público, a Justiça expediu 156 mandados de prisão e 172 de busca e apreensão que foram cumpridos nesta manhã nas cidades de Monte Carmelo, Patos de Minas, Patrocínio, Uberlândia, Uberaba, Ribeirão das Neves, Paracatu, Coromandel, Abadia dos Dourados, Prata, Várzea da Palma, Abaeté e no Presídio de Monte Carmelo I, Penitenciária de Patrocínio I, Penitenciária de Carmo do Paranaíba I, Presídio de Presidente Olegário I, Presídio de Uberlândia I e Penitenciária de Governador Valadares I.

Segundo o comandante da 10ª Região da Polícia Militar coronel André Coli, a Operação contou com a participação de 343 servidores, incluindo funcionários do Ministério Público e policiais militares, civis e penais, além de 102 viaturas e um helicóptero. Até o final da manhã desta quarta-feira (06), a Operação já tinha 105 pessoas presas. Além disso, segundo o delegado Jean Pierre, a Polícia Civil está realizando 13 flagrantes, o que pode elevar o número de presos para 118 pessoas.

A Operação também resultou na apreensão de 26kg de maconha, 3 kg de cocaína, 29 kg de Skank, 191 comprimidos de ecstasy, 3 computadores, veículos e R$ 16.039,00 em dinheiro. O promotor de justiça, Cleber Couto disse que esta é apenas a primeira fase da operação e que as investigações terão continuidade para desarticular por completo os 13 grupos criminosos que atuam na região.

Patos Hoje

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn