Oito respiradores e um cardioversor são entregues pelo Estado para tratamento da Covid-19 em Uberlândia

Recursos são de ações judiciais da Samarco e equipamentos vão para Hospital Santa Catarina. Entrega teve presença do governador Romeu Zema e do prefeito Odelmo Leão.

Oito respiradores e um cardioversor foram entregues pelo Governo de Minas para atendimento aos pacientes com Covid-19 em Uberlândia. Os recursos para a aquisição são de ações judiciais que envolveram a mineradora Samarco, após o rompimento da Barragem de Mariana em 2015.

Entenda mais abaixo o processo do uso dos aportes e relembre a tragédia.

O governador Romeu Zema (Novo) entregou os equipamentos na manhã desta quinta-feira (16), que serão instalados no Hospital Santa Catarina, unidade anexo do Hospital e Maternidade Dr. Odelmo leão Carneiro.

Dos respiradores encaminhados para o Município, cinco são invasivos, três não invasivos, além do cardioversor. Segundo o Estado, eles foram adquiridos com recursos oriundos de ação judicial contra a mineradora Samarco, em razão do rompimento da barragem da Mariana em novembro 2015.

A cerimônia oficial foi procedida de uma coletiva de imprensa que contou com a presença de Zema, do prefeito Odelmo Leão (PP) e do secretário municipal de Saúde, médico Gladstone Rodrigues.

O governo informou que a ação faz parte de um conjunto de medidas de enfrentamento à doença em Minas Gerais, que também inclui a ampliação de leitos.

Santa Catarina

Com o aumento de casos da doença em Uberlândia e com ocupação de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) acima de 90%, a Prefeitura decidiu municipalizar o Santa Catarina, fechado há quase quatro anos. A unidade foi requisitada pela Prefeitura e começou a funcionar em abril para tratamento de pacientes com Covid-19.

G1 também mostrou que a Prefeitura vai receber R$ 3,1 milhões para investimento na abertura de 20 novos leitos de UTI destinado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

Segundo dados municipais, atualmente, o local tem 84 leitos de enfermaria e 30 UTIs, totalizando 114 leitos para combate à doença.

Minas Gerais

O Governo de Minas já recebeu cerca de 600 novos respiradores. A maior parte deles já distribuída pelas macrorregiões de saúde. O restante continua sendo encaminhado semanalmente para hospitais do Estado.

A ação faz parte do conjunto de medidas ao enfrentamento à doença em Minas, que inclui ainda a ampliação dos leitos de UTI em todo território.

Leitos

Neste momento, a rede pública estadual conta com 3.454 leitos de UTI disponíveis para atender aos pacientes das formas mais graves de covid19, o que representa 66% a mais do que em fevereiro, antes pandemia, conforme informações do Estado.

Samarco: entenda a liberação dos recursos

Conforme divulgado pelo G1, a Justiça Federal homologou em abril proposta comercial para fornecimento de 747 ventiladores pulmonares para Minas Gerais. A aquisição dos equipamentos foi feita com parte do valor de R$ 120 milhões que foram liberados da Samarco para auxiliar nas medidas de combate ao novo coronavírus.

O montante, disponibilizado pela Justiça Federal aos estados de Minas Gerais e Espírito Santo faz parte dos R$ 2,2 bilhões já depositados pela Samarco, Vale e BHP como parte da reparação pelos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, em 2015.

Tragédia

O rompimento da barragem, que varreu o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, deixou 19 pessoas mortas e centenas de desabrigados.

Segundo a decisão judicial, a utilização dos valores colocados à disposição de Minas Gerais e do Espírito Santo cumpre o propósito de ser destinado para aquisição de equipamentos que possam não só contribuir para controle, contenção de riscos e danos decorrentes da pandemia do novo coronavírus, como também de significar “um legado para a saúde pública dos estados.”

G1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu