Odebrecht delata codinome de Toffoli nas planilhas da propina

As informações foram apresentadas em mais uma delação premiada que o ex-presidente da construtora Odebrecht fez à Polícia Federal (PF), no âmbito da Operação Lava Jato.

Durante conversa com a PF, o empresário Marcelo Odebrecht revelou novos codinomes presentes na lista do “departamento de propinas” da sua empreiteira.

Na última terça-feira (9), o ex-executivo entregou à PF mais um codinome presente na lista de propinas da Odebrecht, que, caso seja verídico, pode colocar em polvorosa o cenário jurídico-político.


Segundo o delator, o codinome “Amigo do amigo do meu pai” trata-se do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffolisegundo a revista Crusoé.

O codinome “Amigo do meu pai” já tinha sido revelado anteriormente pela Lava Jato. O apelido se referia ao ex-presidente Lula da Silva (PT), atualmente preso em Curitiba.

“Meu pai” identificaria Emílio Odebrecht, pai de Marcelo. Confira abaixo um trecho do documento entregue à PF pelo empresário.




Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Senado aprova MP da Liberdade Econômica

Proposta enviada pela Câmara permitia trabalho aos domingos e feriados com regras diferentes da CLT. O Senado Federal aprovou, nesta quarta-feira (21), a medida provisória

Fechar Menu