Ninho de ovos de dinossauro achado em Uberaba é o primeiro encontrado no Brasil

Estudo identificou que os ovos pertencem ao grupo dos titanossauros. Pesquisa foi publicada na Scientific Reports, revista internacional do Grupo Nature.

Um ninho com 20 ovos de dinossauro foi localizado em Ponte Alta, comunidade rural de Uberaba situada a cerca de 30 km do Centro do município. Segundo a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), do início das pesquisas paleontológicas até agora só haviam sido recuperados alguns ovos isolados. Isso significa que este é o primeiro sítio de nidificação de dinossauros encontrado no Brasil.

A pesquisa foi publicada na revista internacional Scientific Reports, do Grupo Nature, na última quinta-feira (24).

O estudo identificou que os ovos pertencem ao grupo dos titanossauros. A constatação foi feita a partir de características das cascas e das associações de ovos, de aproximadamente 12 cm de diâmetro, que foram comparadas com fósseis de outros locais do mundo, principalmente da Argentina.

Estão diretamente envolvidos nas pesquisas desse achado: o geólogo da UFTM, Luiz Carlos Borges Ribeiro; o professor e paleontólogo do Instituto de Ciências Exatas, Naturais e Educação (Icene/UFTM), Thiago Marinho; representantes do Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas argentino (Conicet); da Fundação Cultural de Uberaba (FCU); do Instituto de Biología de la Conservación y Paleobiología (Ibicopa); da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); da Universidade de São Paulo (USP); das Faculdades Associadas de Uberaba (Fazu); da Fundação Educacional para o Desenvolvimento das Ciências Agrárias (Fundagri), da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e da Escola Estadual Presidente João Pinheiro.

Ovos de titanossauro Uberaba primeiro encontrado Brasil — Foto: UFTM/Divulgação

Ovos de titanossauro Uberaba primeiro encontrado Brasil — Foto: UFTM/Divulgação

História

Conforme a UFTM, o primeiro fóssil encontrado em Uberaba foi formalmente descrito em 1951: um ovo esférico atribuído a um dinossauro titanossauro. O achado alavancou as pesquisas paleontológicas no município, que vieram a torná-lo uma referência internacional no estudo de vertebrados fósseis do Período Cretáceo, o último da Era Mesozoica.

Depois de sete décadas de pesquisas centenas de fósseis foram encontrados, o que permitiu um vislumbre da vida e dos ambientes do passado da região.

G1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn