Mulher de 33 anos transferida para o Hospital Regional de Patos de Minas com suspeita de Covid-19 não resiste

Familiares chegaram a dizer que ela havia ficado sem atendimento adequado, mas a Prefeitura Municipal contou que ela foi atendida de acordo com o protocolo do Ministério da Saúde.

O Contraponto mostrou nessa quinta-feira (09) a transferência da paciente Priscila Pires Braga da Paixão, 33 anos, que estava com suspeita de Covid-19. Ela foi levada pelo SAMU da Upa para o Hospital Regional. No entanto, ela não resistiu e acabou falecendo na manhã desta sexta-feira (10). Familiares chegaram a dizer que ela havia ficado sem atendimento adequado, mas a Prefeitura Municipal contou que ela foi atendida de acordo com o protocolo do Ministério da Saúde. 

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Patos de Minas, a paciente Priscila foi assistida na UPA, recebendo os primeiros tratamentos conforme preconizado pelas diretrizes do Ministério da Saúde e pelo protocolo na própria unidade. Ela permaneceu no leito de estabilização, sendo transferida para o Hospital Regional Antônio Dias nessa quinta-feira (09), para dar continuidade ao tratamento. 

No momento da alta da UPA, o estado clínico dela era estável. Priscila estaria acima do peso e com comorbidades, que faz parte do grupo de risco. Ainda segundo a Assessoria, desde a chegada à UPA, ela foi admitida na ala Covid-19, sendo colhido material para exame de PCR. A confirmação da causa da morte deve ser verificada no atestado de óbito emitido pelo médico que a atendeu no Hospital Regional Antônio Dias.

Priscila vem de uma família muito humilde e todos lamentaram bastante a morte dela. Ela deixa três filhos.

Patos Hoje

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu