MPMG pede que DER-MG execute obras na MGC-354 entre Patos de Minas e Presidente Olegário

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) ajuizou na última semana uma Ação Civil Pública (ACP), com pedido de liminar, para que o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DER-MG) execute obras no trecho da MGC-354, entre Presidente Olegário e Patos de Minas. A medida também pede que sejam feitas melhorias nos desvios provisórios.

A rodovia está interditada no km 153 desde 10 de janeiro, quando as fortes chuvas causaram rachaduras e desnivelamento do asfalto.

Ação

O documento assinado pelo promotor de Justiça Bruno Rossi pede que o DER-MG apresente melhorias de trafegabilidade e monitoramento de fluxo – sistema pare e siga – 24 horas por dia em até 5 dias. As medidas devem ser adotadas até a conclusão da obra, que deve ser finalizada em até 90 dias.

“A ação contra o DER-MG é para que sejam executadas as obras de recuperação da pista interditada, bem como sejam feitas melhorias no desvio provisório”, disse o promotor.

A ação já foi liberada para despacho, mas a Justiça ainda não divulgou o resultado.

Desvio

Enquanto o trecho não é recuperado, o trajeto é feito através de 2 desvios. Quem trafega no sentido Presidente Olegário a Patos de Minas usa o desvio feito pela Prefeitura no km 152.

No sentido oposto, os veículos passam pelo desvio construído pelo DER-MG no km 153. Os mesmos não são pavimentados.

Relembre

O trecho da MGC-354 está interditado desde o dia 10 de janeiro. Os danos foram causados pelas fortes chuvas que atingiram a região. Rachaduras causaram desnivelamento no asfalto.

Para permitir a passagem, a Prefeitura de Presidente Olegário abriu um desvio provisório. Ainda em janeiro, o desvio foi alargado para permitir a passagem de veículos de carga.

No início de fevereiro, o DER-MG também abriu um desvio. De acordo com o DER-MG, para garantir a fluidez do trânsito no local, é feita a divisão no fluxo de veículos entre os dois desvios.

Os motoristas que trafegarem no sentido Presidente Olegário utilizam a passagem executada pelo DER, enquanto aqueles que transitam no sentido contrário seguem pelo desvio construído pela Prefeitura.

G1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn