Ministro do TST ordena retorno ao trabalho de funcionários dos Correios

Ministro fixou multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

O ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Maurício Godinho Delgado, determinou, nesta quinta-feira (12), que 70% dos funcionários dos Correios devem voltar ao trabalho.

Com críticas a um iminente projeto de privatização, os trabalhadores da empresa estatal iniciaram uma greve nacional na última quarta-feira (11).

Godinho Delgado ponderou que o serviço dos Correios é considerado essencial. Ele fixou ainda multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento da determinação.

Durante reunião de conciliação entre representantes das empresa e dos funcionários, segundo o site G1, Delgado propôs que os trabalhadores dos Correios suspendam a greve até o julgamento do dissídio coletivo, que está marcado para o dia 2 de outubro.

A suspensão da greve até o dia 2 de outubro ainda precisa ser aprovada em assembleias dos trabalhadores, que devem ocorrer até terça-feira (17).


Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Fechar Menu