Minas investiga seis casos suspeitos de hepatite aguda misteriosa em crianças

Minas Gerais investiga seis casos suspeitos de hepatite aguda de origem desconhecida em crianças. Ao todo, 16 casos sugestivos da doença já foram registrados no estado, seis foram descartados por não atenderem a critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde. 

De acordo com a Secretaria do Estado de Saúde (SES-MG), os casos investigados são de crianças residentes em Ibirité, Juiz de Fora, Tiradentes, Santana do Manhuaçu e Uberlândia. 

Além destes, há um caso suspeito de uma criança residente em Araguari. O caso foi notificado em Uberlândia, mas ainda não foi classificado pela secretaria como um dos que está em processo de investigação.

Conforme a SES-MG, as notificações foram registradas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde. “Os casos estão em acompanhamento e foram notificados ao Ministério da Saúde”, informou a Secretaria.

Ainda segundo a pasta, “os principais sintomas relatados foram dor abdominal e vômitos, acompanhados de alterações de enzimas hepáticas”.

Entre as notificações, há ainda três casos considerados como inconclusivos, um foi descartado.

Doença
A hepatite aguda em crianças foi notificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em diversos países, a maior parte na Europa, em abril. A doença, sem causa determinada, é caracterizada por uma inflamação no fígado. A doença preocupa pela alta letalidade no público infantil e também pela possibilidade de evolução para um quadro que exija o transplante do órgão.

Hoje em Dia

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn