Minas Gerais confirma mais um caso de raiva humana

Imagem ilustrativa

A menina indígena de 12 anos, internada no Hospital Infantil João Paulo II, na Região Central de Belo Horizonte, teve os exames confirmados para a raiva humana. O resultado foi divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) na terça-feira (19).

Esse é o segundo caso da doença, em Minas Gerais, nos últimos 10 anos. O primeiro caso confirmado é do indígena Zelilton Maxacali, também de 12 anos. Ele não resistiu à doença e morreu no dia 4 de abril. Na mesma data, a adolescente teve piora no quadro clínico e foi transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde permanece internada. Segundo a SES-MG, a paciente recebe tratamento conforme protocolo contra a raiva humana.

Os dois casos foram registrados em uma comunidade rural de Bertópolis, no Vale do Mucuri, onde vivem indígenas da aldeia Maxacali.

De acordo com a SES-MG, uma criança de 5 anos morreu no último domingo (17), também na área rural de Bertópolis. O estado recebeu a informação e passou a investigar o caso, mesmo que a vítima não tenha apresentado sintomas da raiva humana.

Amostras de sangue da criança foram coletadas e enviadas para exame laboratorial. O material ainda está em análise.

De acordo com a secretaria, o último caso confirmado de raiva humana no estado foi em Rio Casca, na Zona da Mata, em 2012.

Fonte: G1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn