Médica de Paracatu morre após ser sugada por filtro de sucção de piscina

Morreu na manhã deste sábado (16) a médica pediatra Paloma Borges Pereira, de 26 anos, que se afogou na piscina de casa, no dia 29 de Janeiro, no bairro Alto Córrego, após ter sido sugada pelo filtro de sucção.

A médica completava neste sábado 18 dias que estava internada na UTI em estado grave, e segundo boletins médicos, o estado clínico da médica era extremamente grave, uma vez que a jovem respirava com ajuda de aparelhos, necessitando de medicamentos para o controle da pressão arterial em doses elevadas. A médica chegou a realizar hemodiálises devido alteração do funcionamento dos rins.

egundo o boletim médico, Paloma apresentou complicações do quadro clínico geral, sem resposta ao suporte intensivo. A médica apresentou parada cardio-respiratória não reversível as manobras de reanimação cardio-pulmonar, vindo a falecer as 06hs da manhã.

A jovem médica estava tomando banho na piscina de casa, quando foi puxada pela sucção do filtro da piscina. Devido à força da sucção, a médica não conseguiu se soltar e acabou se afogando. Uma criança que estava no local percebeu que algo de errado estava acontecendo com a médica e chamou a empregada da casa, que tentou retirar Paloma da piscina, mas não conseguiu devido à força da sucção.

Após pedir ajuda e não conseguir retirar a médica da piscina, o Corpo de Bombeiros foi acionado e retirou a médica da piscina já desacordada e praticamente já sem vida, sendo necessária a reanimação da médica.

Segundo relatos, a médica ficou sentada na piscina sobre o filtro de sucção, por aproximadamente 40 minutos. A piscina de aproximadamente um metro e meio de profundidade, foi o suficiente para afogar a médica e tirar a sua vida.

 Fonte: Paracatunews

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Fechar Menu