Mais três mortes por dengue são confirmadas no Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de MG

João Pinheiro, Paracatu e Patos de Minas estão entre as mais afetadas

Mais três mortes por dengue foram confirmadas no Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas. A informação é do Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) nesta quarta-feira (18).

Um dos novos óbitos foi registrado em João Pinheiro, que agora soma seis mortes pela doença neste ano.

Patos de Minas continua como a segunda cidade com mais números de casos de dengue na região, atrás de Uberlândia. A cidade está com 6.699 casos prováveis da doença, 409 a menos que o registrado no boletim epidemiológico anterior. A situação da dengue em Patos de Minas, conforme a SES-MG, continua como incidência muito alta da doença.

Paracatu está com 18 casos a mais que o registrado no boletim anterior da SES-MG. Atualmente, a cidade apresenta 3.287 casos prováveis de dengue e segue com incidência considerada muito alta.

Em relação à chikungunya, Minas Gerais registrou 2.805 casos prováveis da doença em 2019, sendo 50 gestantes. Neste ano, até o momento, foi confirmado um óbito por chikungunya do município de Patos de Minas e existe um óbito em investigação.

Já em relação à Zika, foram registrados 725 casos prováveis da doença em 2019, sendo 168 em gestantes. Casos prováveis de zika em gestantes foram registrados em 59 municípios: Uberaba (21), Belo Horizonte (18), Ribeirão das Neves (16), São Francisco (13), Contagem (7), Martinho Campos (7), Araguari (6), Janaúba (6) e Passos (4), os demais 50 municípios registraram, juntos, 70 casos.

Rádio Montanheza FM 93,5

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Romeu Zema anuncia escala de pagamento

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, anunciou, nesta quarta-feira (28/10), a escala de pagamento dos servidores do Estado em novembro. A primeira parcela, com

Fechar Menu