Juíza do DF proíbe governo Bolsonaro de retirar radares

A juíza Diana Wanderlei, da 5ª Vara Federal em Brasília, proibiu o governo federal de retirar medidores de velocidade nas rodovias federais.

A magistrada também ordenou a renovação de contratos com concessionárias que forneçam radares que estejam prestes a vencer.


A medida foi determinada nesta quarta-feira (10) numa ação popular contra decisão do presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciada no mês passado, de suspender a instalação de novos radares e reduzir a quantidade de equipamentos instalados.

Em caso de descumprimento, o governo será multado em R$ 50 mil por dia para cada unidade retirada. Ainda cabe recurso ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), informa o G1.

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Fechar Menu