Huawei envolvida em operação de mineradora em Minas Gerais

KRAKOW, MALOPOLSKIE PROVINCE, POLAND - 2019/01/21: A Huawei logo seen displayed on a smart phone. (Photo by Cezary Kowalski/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)

“Precisaremos integrar enormes caminhões autônomos e equipamentos de controle remoto em um sistema de rede”, diz CEO de mineradora.

A Sul Americana de Metais (SAM) e a empresa de telecomunicações Huawei, da China, assinaram, na última quarta-feira (8), um memorando para o desenvolvimento de tecnologia de mineração não tripulada.

O acordo prevê aplicação efetiva da rede 5G na operação do Projeto Bloco 8, que prevê a extração e beneficiamento de minério de ferro no norte de Minas Gerais.

Em comunicado divulgado pela revista Forbes, o CEO da SAM, Jin Yongshi, unidade da chinesa Honbridge Holdings, disse que a mineradora busca criar um projeto “extremamente seguro e uma das soluções é a mineração não tripulada, como operação autônoma ou remota”:

“Hoje já existem caminhões e máquinas de perfuração autônoma e alguns outros equipamentos necessários para a operação de mineração podem ser controlados remotamente. Porém, precisaremos integrar enormes caminhões autônomos e equipamentos de controle remoto em um sistema de rede. Será necessário que máquinas imensas se comuniquem com o centro de comando.”

A mineradora torce que a tecnologia 5G já esteja disponível em ampla escala no Brasil quando o projeto estiver pronto para começar a produzir, em 2025.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu