Homem é preso após comprar terreno de R$ 1,4 milhão com nome falso em Presidente Olegário

Um homem de 64 anos foi preso nessa sexta-feira (05) em Presidente Olegário pelo crime de estelionato. Uma mulher de 41 anos também foi conduzida para a Delegacia. A Polícia Militar descobriu que os dois tramavam aplicar golpes financeiros na cidade e já tinham até comprado um imóvel por R$ 1,4 milhão.

Foi o dono deste imóvel que desconfiou do comportamento do comprador e acionou a Polícia Militar. Ele se apresentou com o nome de Evaldo Alves dos Santos e, desta forma, assinou contrato de compra e venda. Durante rastreamentos, os policiais descobriram que este mesmo indivíduo havia percorrido lojas da cidade tentando fazer compras.

Em uma loja agropecuária da cidade, Erivaldo adquiriu diversos materiais no valor aproximado de R$ 10 mil e pagou com cheques em nome de Erislene. Os policiais continuaram as buscas e conseguiram chegar até a casa em que o homem estava. Erislene foi quem recebeu os militares. Questionada se Erivaldo estava em casa, ela disse que não.

Em seguida um homem apareceu na porta e demonstrou nervosismo ao ver a presença dos policiais. Inicialmente, ele apresentou documento com nome de Erivaldo Alves dos Santos, mas ao proceder busca pessoal, os policiais encontraram a CNH dele e descobriram seu nome verdadeiro, que é João Amado Alves Ferreira, de 64 anos.

Na residência, os policiais encontraram folhas de cheques, documentos, fotografias 3×4 de outras pessoas e cartões de crédito. João foi preso em flagrante e não quis falar sobre o caso. Erislene disse aos policiais que desconhecia as ações de João, mas contou que concordou em emprestar seu nome para que ele realizasse transações em troca de vantagens financeiras.

Patos Hoje

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn