Homem é preso acusado de agredir e torturar a companheira; cinco filhos foram para um abrigo em Patos de Minas

Com diversos ferimentos pelo corpo, ela foi socorrida e levada para a UPA.

Foram horas de agressões e tortura, até que uma mulher de 56 anos decidiu procurar a Polícia Militar em Patos de Minas na noite desta segunda-feira (27) em Patos de Minas. Com diversos ferimentos pelo corpo, ela foi socorrida e levada para a UPA. O companheiro, que seria autor das agressões, foi preso em flagrante. Os filhos foram levados para um abrigo.


A mulher procurou a base da Polícia Militar na Lagoa Grande. Bastante abalada e com ferimentos pelo corpo, ela disse que vem sendo agredida e torturada desde a noite de domingo (26). Nesta segunda-feira, a mulher levantou cedo e foi para o trabalho, mas quando retornou foi agredida novamente.

A mulher foi levada para a Unidade de Pronto e os policiais foram até a casa da família na avenida Vitória – Bairro Santa Terezinha. Lá estavam os cinco irmãos que são filhos apenas do homem. A mais velha de 15 anos tinha ferimentos na perna e no braço. Outro adolescente de 13 anos tinha um hematoma na cabeça. Outras três crianças de 11 anos, 8 anos e 7 anos também estavam na casa.

O Conselho Tutelar foi acionado e levou os cinco irmãos para um abrigo. O acusado das agressões é Arnaldo Pereira Dimantino, que foi preso em flagrante. Ele contou que está com a mulher há cerca de 3 anos, que as vezes se desentende com a companheira como todo casal, mas negou as agressões. O homem disse que vai provar a sua inocência.

Na casa dele, os policiais encontraram uma tonfa e uma lanterna de choque. Este material teria sido usado para agredir e torturar a vítima.

Patos Hoje

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Romeu Zema anuncia escala de pagamento

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, anunciou, nesta quarta-feira (28/10), a escala de pagamento dos servidores do Estado em novembro. A primeira parcela, com

Fechar Menu