Golpe do FGTS no WhatsApp afeta 100 mil em 48 horas

Através de mensagens e e-mails falsos, cibercriminosos se passam pela Caixa Econômica Federal para roubar informações.


O anúncio de que a Caixa Econômica Federal irá liberar R$ 500 das contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para saque abriu espaço para a ação de cibercriminosos.

Golpistas enxergaram na notícia uma oportunidade para enganar usuários desavisados e roubar seus dados pessoais.

De acordo com um laboratório especializado da PSafe, mais de 100 mil pessoas foram atingidas pelo golpe do FGTS no aplicativo de mensagens WhatsApp em apenas dois dias.

Além do WhatsApp, o golpe também tem circulado por e-mail e SMS. Com perguntas como: “Deseja sacar todo seu FGTS?” ou “Você sacou algum valor do FGTS nos últimos 3 meses?”, registra o site InfoMoney.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Fechar Menu