Gerente de hipermercado é preso em ação do Procon na Black Friday de Patos de Minas

No Centro a movimentação não foi tão intensa.

A Prefeitura Municipal de Patos de Minas divulgou na tarde desta sexta-feira (27) um balanço do trabalho de fiscalização do Procon. Um gerente de hipermercado acabou preso e conduzido até a delegacia. No mais, dos 200 estabelecimentos fiscalizados, nada de mais relevante foi registrado. No Centro, a movimentação não foi tão intensa. 

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, mais de 200 estabelecimentos foram fiscalizados pelo Procon Patos de Minas durante a ação especial da Black Friday, e o saldo foi considerado positivo. 

Um único incidente de maior proporção foi registrado, quando um gerente de hipermercado foi conduzido para a delegacia de polícia. O motivo é a possível alteração na data de vencimento de produto, circunstância que fere a regra prevista no artigo 66 da Lei 8.078/1990. 

A operação, realizada por fiscais do órgão em parceria com agentes de apoio da prefeitura, ocorreu ontem e hoje por meio de rondas nos locais de maior concentração comercial da cidade. Foram apurados tanto descumprimentos do Código de Defesa dos Consumidores quanto dos decretos municipais de prevenção e combate à propagação do novo coronavírus.

Em algumas lojas, houve fila do lado de fora. No entanto, o movimento não foi tão aquecido como de outros anos. A crise econômica com um recorde de desempregados no país e a pandemia de coronavírus pode ter afetado as compras presenciais. Para as vendas on line, a expectativa era de recorde.

Patos Hoje

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn