Fóssil de lagarto mais antigo da América do Sul é descoberto em João Pinheiro

Pesquisadores de universidades do Brasil, Canadá e Estados Unidos descobriram, em João Pinheiro, noroeste de Minas, o fóssil do lagarto mais antigo encontrado na América do Sul.

A informação foi divulgada no dia 29 de abril, em uma revista científica. A nova espécie descoberta foi batizada de Neokotus sanfranciscamus.

De acordo com a publicação, o lagarto viveu há, aproximadamente, 135 milhões de anos, sendo 20 milhões de anos mais velho que as espécies conhecidas no continente até então.

Ainda segundo o estudo, a área onde o fóssil foi encontrado estava conectada a África até a metade do período Cretáceo – entre 145 e 66 milhões de anos atrás – e pode ajudar no entendimento de como a separação dos continentes afetou a evolução da biodiversidade da América do Sul.

O estudo apontou também que o lagarto descoberto tem parentesco com uma família de répteis extinta há 66 milhões de anos. O resultado foi obtido a partir da combinação de dados de anatomia e sequenciamento de DNA.

Atualmente, as espécies de cobras e lagartos sul-americanos são encontradas somente no continente, mas a descoberta apontou que os animais do período Cretáceo estiveram espalhados por todo o planeta.

G1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu