Falcão amplia Decreto de Emergência para Estado de Calamidade e alerta que rio continua subindo

Ele também orientou as pessoas que moram em áreas com risco de inundação para aceitarem a ajuda da Defesa Civil.

Com centenas de pessoas desalojadas pelas enchentes em Patos de Minas, o prefeito Luís Eduardo Falcão anunciou nesta manhã que ampliou o Decreto de Emergência para Estado de Calamidade Pública. Ele também orientou as pessoas que moram em áreas com risco de inundação para aceitarem a ajuda da Defesa Civil e se mudarem para lugares seguros.

A Defesa Civil ainda não sabe precisar o número de casas invadidas pelas águas e nem o número de pessoas desabrigadas ou desalojadas pelas chuvas, mas destaca o avanço da enchente para áreas de residências nos bairros Vila Rosa, Jardim Paulistano e São José Operário. Caminhões da Prefeitura e de empresas particulares foram cedidos para que as famílias pudessem retirar suas mudanças.

Com previsão de mais chuva, o prefeito Luís Eduardo Falcão alertou os moradores de áreas de risco para que não esperem a água chegar. Ele orientou as famílias a aceitarem a ajuda da Prefeitura e da Defesa Civil. Segundo o chefe do executivo patense, as águas devem continuar subindo, uma vez que a previsão é de mais chuva na região.

Ao ampliar o Decreto de Emergência para Estado de Calamidade Pública, o prefeito ganha mais autonomia para atuar na contenção das enchentes e recuperação dos danos causados pelas chuvas.

Segundo o tenente Fernandes, chefe da Defesa Civil, até o final da tarde de hoje, um balanço será apresentado sobre o número de famílias desabrigadas e desalojadas em Patos de Minas.

Patos Hoje
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn