Equipamento desenvolvido pela Nasa chega ao Brasil para ajudar no combate à dengue

Uma máquina, desenvolvida pela Nasa, promete atrair e matar o Aedes aegypti, mosquito responsável pela transmissão da dengue. O equipamento chegou ao Brasil nos últimos dias e alguns testes satisfatórios já foram feitos em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e outras cidades brasileiras. 

De acordo com Valdeir Reis, responsável pela distribuição dos equipamentos no Brasil, a máquina funciona como o corpo humano, simulando o calor, o cheiro da pele e a respiração. “Assim que o mosquito se aproxima, ele é sugado, eletrocutado e jogado em um compartimento para que o departamento de zoonose possa analisar qual tipo de mosquito foi capturado”. 

O equipamento é considerado mais vantajoso do que o fumacê por não oferecer riscos a outros animais que não sejam os que se alimentam do sangue humano. 

Em Minas Gerais, 165.853 casos de dengue foram registrados em 2019. A doença matou 21 pessoas – outros 66 casos estão em investigação, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

ITATIAIA

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Fechar Menu