Eleitores faltosos já podem fazer a regularização de títulos

O prazo para quem não votou nem justificou a falta em pelo menos três votações seguidas regularizar sua situação começou nesta quinta-feira (7). Para isso, é preciso pagar as multas referentes às ausências, bem como comparecer a um Cartório Eleitoral para apresentar, além do título, um documento com foto e um comprovante de residência.

Para somar as três faltas, são contados também os turnos de votação. Também são contadas as eleições suplementares, convocadas quando o pleito oficial é anulado devido a irregularidades.

Segundo informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mais de 2,6 milhões de pessoas podem ter o título cancelado caso não resolvam a situação.

Os nomes dos faltosos começaram a ser divulgados em 20 de fevereiro e podem ser consultados nos cartórios eleitorais de todo o país. O prazo para a regularização vai até 6 de maio.

Quem tem o título de eleitor cancelado fica com uma série de restrições. Não pode tirar passaporte, nem identidade. Não pode obter financiamento, nem assumir concurso público e nem renovar matrícula em instituição de ensino.

Com 16.376 eleitores aptos a votar das Eleições 2018, Vazante registrou 24,42% de abstenções no primeiro turno e 27,61% no segundo turno do pleito. 

Quem estiver em dúvida e quer saber se seu nome está na lista, procure o cartório eleitoral ou consulte no site do TSE.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Fechar Menu