DNIT usa balança móvel para coibir excesso de carga em caminhões que trafegam pela BR 365

Para coibir esse tipo de infração, o órgão instalou uma balança móvel em frente ao Posto da Polícia Rodoviária Federal em Patos de Minas.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT – está reforçando a fiscalização contra o excesso de peso dos caminhões que trafegam pela BR 365. Para coibir esse tipo de infração, o órgão instalou uma balança móvel em frente ao Posto da Polícia Rodoviária Federal em Patos de Minas.

Caminhões, carretas, bitrens e rodotrens que passam pela rodovia estão sendo convidados a passar pela balança que pesa por eixo. Como o movimento de veículos de carga é muito grande na BR 365, a fiscalização acontece apenas por amostragem, mas os flagrantes de desrespeito são inevitáveis.

Nessa terça-feira (15), um caminhão com capacidade para transportar 23 toneladas de produtos foi flagrado na balança com carga de 33 toneladas, chegando a 10 toneladas a mais que a capacidade. Segundo o DNIT, o excesso de carga é responsável por danificar e reduzir a vida útil da pavimentação das rodovias.

Excesso de carga é considerado infração média, com perda de 4 pontos na carteira e multa de R$ 130,16. No entanto, o valor da multa aumenta a cada 200 quilos de peso excedente. Vale lembrar que as balanças tem uma tolerância de 5% da capacidade do veículo. Acima desse peso, além da multa, o motorista é obrigado a fazer o transbordo da carga excedente.

Patos Hoje

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn