DER prevê prazo de 5 meses para concluir recuperação da rodovia Patos-Presidente Olegário

Com o grande volume de chuvas, o asfalto afundou e o tráfego no local passou a ser feito por desvios improvisados e com limite de carga.

O Patos Hoje recebeu questionamentos sobre o andamento das obras de recuperação da CMG 354, rodovia que liga Patos de Minas a Presidente Olegário. O trecho entre os kms 152 e 153 está interditado desde o mês de janeiro. Com o grande volume de chuvas, o asfalto afundou e o tráfego no local passou a ser feito por desvios improvisados e com limite de carga.

A redação do Patos Hoje encaminhou os questionamentos para a assessoria de comunicação do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais – DER/MG e recebeu a informação de que as obras no local seguem sendo executadas normalmente. A conclusão do serviço, no entanto, ainda vai levar um bom tempo.

Segundo o DER/MG, serão necessários pelo menos cinco meses de trabalho para que as obras de recuperação da pavimentação da CMG 354 sejam concluídas. O órgão não informou se haverá obras em outros trechos da rodovia. Além do risco de deslizamentos de encostas, os usuários da via reclamam por exemplo da necessidade de uma terceira faixa na chegada a Patos de Minas. O trecho não permite ultrapassagens e longos congestionamentos se formam no local.

Veja a resposta do DER/MG encaminhada ao Patos Hoje

O DER-MG trabalha na CMG-354 nos quilômetros 152,5 e 153,2, desde janeiro, no segmento entre Presidente Olegário e Patos de Minas, na recuperação do pavimento, onde a rodovia cedeu devido à erosão provocada pelas fortes chuvas que caíram na região no início do ano. O término dos serviços está previsto para, no máximo, cinco meses.

Em função da complexidade dos trabalhos, foi necessário a elaboração de estudos topográficos e de sondagens, bem como a remoção do material que se rompeu, para depois ser executada a parte de drenagem, recomposição do aterro e, por fim, reconstrução da pista de rolamento.

Enquanto os trabalhos são executados, o tráfego nos dois locais é feito por meio de variantes – passagens próximas dos locais interditados -, com restrição de carga dos veículos limitada, desde janeiro de 2022, a 12 toneladas, quando ocorreram os problemas.

No restante do ano e com o final do período chuvoso, o Departamento segue monitorando o trecho da CMG-354, entre Presidente Olegário e Patos de Minas, realizando serviços de manutenção de rotina, com a realização de operação tapa-buracos, roçada e capina da faixa de domínio, limpeza do sistema de drenagem e conferência da sinalização.

Patos Hoje

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn