Decreto de Mourão autoriza atuação de militares no INSS

Brazilian Vice President Hamilton Mourao attends the swearing-in ceremony of Admiral Ilques Barbosa as Brazilian Navy new commander, in Brasilia's Naval Club, on January 9, 2019. (Photo by EVARISTO SA / AFP)

ecreto foi publicado na noite desta quinta-feira, 23 de janeiro, em edição extra do “Diário Oficial da União”. 

O presidente em Exercício, Hamilton Mourão, assinou um decreto, nesta quinta-feira (23), com regras sobre a contratação de militares da reserva para atuar em órgãos federais.

A informação foi confirmada pela assessoria do Palácio do Planalto, que está sob comando de Mourão devido à viagem do presidente da República, Jair Bolsonaro, à Índia

Essa é uma das medidas anunciadas pelo governo para reforçar o atendimento nas agências do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

O texto assinado por Mourão prevê que os militares serão escolhidos em um chamamento público, sem convocação obrigatória. 

Quem for chamado vai ganhar 30% adicionais sobre o que já recebe como inativo. O prazo máximo de convocação desses militares é de quatro anos, informa o portal G1.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu