Consumidores de Cemig e Copasa poderão parcelar contas sem multas e juros e terão vencimento estendido

Em coletiva por meio de redes sociais nesta segunda-feira, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo) anunciou que quem tem tarifa social e é cliente da Cemig não terá conta cortada e terá seis meses para pagar parcelado. A mesma medida será adotada por hospitais filantrópicos, como as santas casas e Micro e Pequenas Empresas. As medidas valem até o dia 30 de abril.

O anúncio foi feito ainda dentro das medidas adotadas pelo governo de combate à disseminação do novo coronavírus e os reflexos que ocorrerão. Quem tem tarifa social da Copasa também não terá abastecimento suspenso e terá a conta prolongada, sem juros e sem multas. Se o vencimento é dia 20 de abril será até o dia 20 de maio.

Os clientes que receberam aviso de suspensão de 23 de fevereiro a 23 de março terão prorrogação de pagamento até o dia 20 de abril. A Gasmig dará desconto de 5% para gás industrial 5,95% para gás veicular.

Recursos

Outra medida anunciada pelo governador nesta segunda-feira (23/3) foi a realocação de R$ 50 milhões para o orçamento da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).

“Esse recurso será utilizado na reestruturação de leitos, para que, caso a crise venha a se acentuar, o que é esperado, nós tenhamos mais estrutura em todo o estado. Além disso, esse recurso servirá para a compra de equipamentos”, explicou.

PO Notícias

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu