Comerciantes defendem reabertura de portas em Vazante. ENTREVISTAS

As lojas da cidade de Vazante estão fechadas desde a semana passada, quando começou a valer os decretos, Estadual e Municipal, que objetivam garantir o isolamento social e barrar a disseminação do novo coronavírus.

A proibição vai até 31/03, podendo ser prorrogada dependendo da necessidade.

Algumas empresas, que tiveram autorização para funcionar devido ao ramo de atividade, estão trabalhando com as portas semiabertas. Já o restante está com as atividades totalmente paralisadas.

Comerciantes ouvidos pela Rádio Montanheza disseram que vão obedecer os decretos, mas se manifestaram pela reabertura de portas do comercio local para diminuir os prejuízos.

Entrevistas:

Hermes Alves – Centro da Moda

Orli Rodrigues – Supermercado Relli

Gilvando Barbosa – Madeireira e Grupo Brasil Minas

Thais Rabelo – Casa Rural e CDC

FEDERAMINAS

A Federaminas, em apoio às Associações Comerciais e Empresariais e ciente da real necessidade de se reabrir o comércio em Minas Gerais, desde que tomadas as devidas precauções para se evitar a disseminação do coronavírus no ambiente de trabalho, apresentou ao governador Romeu Zema um ofício requerendo maior flexibilização nas recentes leis que determinaram o fechamento desses estabelecimentos.

Conforme a divulgação, a entidade acredita que, com cautela, é possível preservar vidas, garantir saúde e alavancar a economia.

Anderson Franque / Montanheza FM 93.5

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu