Com risco de interdição e alvará vencido, Hospital São Lucas recebe manhã de fiscalização intensa

O Hospital São Lucas recebeu na manhã desta terça-feira (07) uma série de fiscalizações por parte do Ministério da Saúde, Secretaria Municipal de Saúde, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Toda a estrutura do hospital foi fiscalizada bem como documentos e sistemas de segurança. O Corpo de Bombeiros detectou que o alvará do local está vencido desde o ano passado. Outras irregularidades encontradas serão repassadas ao Ministério Público Federal. O hospital corre sério risco de interdição.

As fiscalizações e auditorias aconteceram durante toda a manhã na unidade hospitalar. Nossa equipe de reportagem conversou primeiro com membros do Ministério da Saúde Federal. Eles desembarcaram hoje em Patos de Minas com uma solicitação de auditoria. Estavam no hospital junto com eles representantes da Secretaria Municipal de Saúde. Eles disseram que todos os trâmites ocorrem em extremo sigilo e só depois de terminada a auditoria que os relatórios serão divulgados à imprensa, mas o hospital pode correr risco de interdição.

O corpo de Bombeiros também esteve no local e realizou vistoria na segurança da unidade. De acordo com o Tenente Elias, essa é a terceira vez, em menos de seis meses, que uma vistoria é realizada no hospital. Segundo ele, todos os problemas apontados na primeira visita ao local ainda permanecem sem solução. “Viemos aqui no fim do ano passado, apontamos os erros e demos um prazo. Voltamos em Março e nada havia sido resolvido e agora em Maio tudo permanece como no fim do ano passado”, disse o militar.

A situação é ainda mais grave, segundo o Tenente, porque o hospital não possui alvará de funcionamento e a estrutura está diferente da apresentada ao Corpo de Bombeiro em datas anteriores. “O alvará está vencido desde o ano passado, ou seja, eles não possuem permissão para funcionar. Além disso, houve mudança nas estruturas do hospital e não nos foi comunicado absolutamente nada”. O tenente ainda contou que em todas as visitas foram feitas notificações à administração do hospital.

O Tenente Fernandes, chefe da Defesa Civil de Patos de Minas, também foi ao local e disse que, a pedido do Ministério Público, irá realizar uma vistoria bastante minuciosa em todo o hospital. Segundo ele, toda a estrutura será fiscalizada e tudo o que estiver de irregular será anotado e repassado ao MPF.

A direção do Hospital São Lucas emitiu a seguinte Nota:

“Viemos respeitosamente esclarecer a imprensa do município de Patos de Minas e Região quanto às visitas em Loco realizadas na data de hoje ao Hospital São Lucas de Patos de Minas pelo Ministério da Saúde, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. O Ministério da Saúde, através dos seus auditores estão realizando, na presente data, visitação ao serviço, avaliação dos fluxos assistenciais bem como avaliação de demandas administrativas.

Na oportunidade estão, ainda, apurando Incoerências praticadas no ano de 2016 quando a instituição estava sob gestão dos antigos proprietários e Diretores da Instituição. Em relação à visita realizada pela Defesa Cívil e Corpo de Bombeiros cumpre ressaltar que se trata de visitação rotineira cujo objetivo maior é a avaliação estrutural e dos Projetos de Prevenção Contra Incêndio.

Trata-se de demandas administrativas realizadas em qualquer unidade assistencial com circulação de número expressivo de pessoas. Ainda no que se refere às auditorias Ministeriais destacamos que a Fundação Educacional Alto Médio São Francisco – FUNAM é parceira do Ministério da Saúde na prestação de serviços SUS e que o nosso compromisso é o fortalecimento e sustentabilidade da unidade hospitalar, prestando uma assistência de saúde de excelência à população de Patos de Minas e região e com responsabilidade no uso dos recursos SUS.

Nesse sentido, toda e qualquer contribuição necessária em prol dos trabalhos de auditoria e avaliação dos serviços prestados por gestão anterior serão realizadas pela FUNAM”. A nota é assinada pelo Diretor Técnico do Hospital São Lucas, Dr. Marcus Vinícius dos Reis Gomes.

Patos Hoje

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Fechar Menu