Cidades do Triângulo e Alto Paranaíba mudam de onda no ‘Minas Consciente’

Municípios passaram da onda verde para onda branca; agora, além dos serviços essenciais, podem abrir autoescolas, lojas de artigos esportivos e floriculturas, por exemplo. Até esta quinta-feira (23), 24 cidades do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de MG aderiram ao plano estadual; veja como ficou a divisão.

O Governo de Minas Gerais divulgou, na quinta-feira (23), que as cidades da macrorregião de Saúde Triângulo do Sul avançaram de onda no “Minas Consciente”, programa que promove a retomada gradual das atividades comerciais e industriais que foram suspensas por causa da pandemia. Outra novidade é que Santa Vitória e Veríssimo aderiram ao plano (veja abaixo).

Com isso, algumas cidades do Triângulo e Alto Paranaíba que estão dentro dessa macrorregião sairão da onda verde e passarão a fazer parte da onda branca. A medida começa a valer neste sábado (25), após publicação no Diário Oficial.

Isso significa que, além das atividades essenciais, será permitida a abertura de autoescolas, lojas de artigos esportivos e floriculturas, por exemplo (veja aqui a lista das atividades permitidas).

A mudança foi definida pelo Comitê Extraordinário Covid-19, depois que esses municípios apresentaram índices controlados de contaminação por coronavírus e ocupação de leitos.

Além do Triângulo do Sul, a macrorregião de Saúde Noroeste também está na onda branca. A macrorregião de Saúde Triângulo do Norte continua na onda verde.

Até esta quinta-feira, 24 cidades do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de MG aderiram ao programa. Veja como ficou a divisão:

Municípios do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de MG que aderiram ao Minas Consciente

CidadeMacrorregiãoOnda
ArapuáNoroesteBranca
Brasilândia de MinasNoroesteBranca
Campo FloridoTriângulo do SulBranca
Conceição das AlagoasTriângulo do SulBranca
DouradoquaraTriângulo do NorteVerde
FrutalTriângulo do SulBranca
Guarda-MorNoroesteBranca
GuimarâniaNoroesteBranca
LagamarNoroesteBranca
Lagoa FormosaNoroesteBranca
Lagoa GrandeNoroesteBranca
MatutinaNoroesteBranca
Patos de MinasNoroesteBranca
Presidente OlegárioNoroesteBranca
RomariaTriângulo do NorteVerde
Santa JulianaTriângulo do SulBranca
Santa VitóriaTriângulo do NorteVerde
São Francisco de SalesTriângulo do SulBranca
São Gonçalo do AbaetéNoroesteBranca
Serra do SalitreNoroesteBranca
TirosNoroesteBranca
Varjão de MinasNoroesteBranca
VazanteNoroesteBranca
VeríssimoTriângulo do SulBranca

Fonte: Governo de Minas

Estabilização

O governador Romeu Zema (Novo) comentou que os números colhidos na última semana indicam uma estabilização da curva de contaminação.

“Muito provavelmente vivenciamos, na última semana, o pico teórico da pandemia, e os números indicam uma certa estabilização no número de casos. A média de óbitos dos últimos sete dias (59) já ficou muito próxima da média dos últimos 14 dias (57,9). São dois números muito próximos, que já demonstram um nivelamento”, disse.

Ele lembrou, contudo, que ainda não é hora de se descuidar e que as medidas de proteção são essenciais para manter a doença sob controle.

“É cedo para falarmos que o pior ficou para trás e precisamos continuar adotando todos os cuidados possíveis até termos uma queda consistente. Peço que mantenham as medidas de distanciamento, o uso de máscaras, e, quem puder, fique em casa”, afirmou.

Adesão de Santa Vitória

A Prefeitura de Santa Vitória informou que aderiu ao Minas Consciente após a determinação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que obriga os municípios mineiros a cumprirem as regras de funcionamento do comércio definidas pelo programa. O decreto 9.102/2020 entrou em vigor no dia 15 de julho. A cidade está inserida na onda verde e deve abrir somente serviços essenciais.

Para orientar a população quanto às medidas de enfrentamento ao coronavírus de acordo com o Minas Consciente, o Município publicou decreto 9.103/2020.

Entre as regras, foram proibidas festas ou reuniões, públicas ou privadas, exceto as reuniões familiares, limitadas a 10 pessoas; eventos particulares com aglomeração de pessoas; prática de pesca esportiva e o turismo.

Entretanto, foi liberada a prática de atividades físicas, condicionada à observação das normas de saúde pública para prevenção ao contágio do coronavírus, como a obrigatoriedade do uso de máscaras e o distanciamento social.

Assim como a Prefeitura de Uberaba, a Prefeitura de Santa Vitória também enviou ao Estado sugestões para aprimoramento do Minas Consciente.

O Município apresentou exemplos de ações que deram certo na cidade, dando destaque ao protocolo utilizado pelas academias de ginástica, e ainda apresentou sugestões para uma reabertura responsável, destacando o fato de os pequenos municípios não terem transporte público.

Adesão de Veríssimo

Em relação à adesão de Veríssimo ao plano estadual, o G1 entrou em contato com a Prefeitura, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Minas Consciente

Lançado em abril deste ano, o objetivo do “Minas Consciente” é recomendar e orientar as prefeituras mineiras em relação às medidas de prevenção ao coronavírus na retomada de atividades econômicas.

Porém, a adesão é facultativa, ou seja, fica a critério de cada prefeito seguir os protocolos estaduais. A saída do município do programa também é permitida no momento que for considerado conveniente.

Os empresários que desejam voltar com as atividades devem consultar se a Prefeitura aderiu ao programa e seguir as orientações da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).

Segundo o governo estadual, até o dia 23 de julho, 258 prefeituras de Minas Gerais já tinham oficializado a adesão ao programa, abrangendo mais de 6,3 milhões de habitantes.

Ondas

O “Minas Consciente” setoriza as atividades econômicas em quatro “ondas”, que são liberadas para funcionamento de forma progressiva, conforme indicadores de capacidade assistencial e da propagação da doença em cada região. As mudanças de ondas são avaliadas semanalmente pelo Comitê Extraordinário Covid-19.

  • Onda verde – serviços essenciais;
  • Onda branca – primeira fase;
  • Onda amarela – segunda fase;
  • Onda vermelha – terceira fase.

Até o momento, nenhuma região foi classificada dentro da onda vermelha.

G1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu