Bispo Emérito da Diocese de Paracatu recebe homenagem do Seminário Maior São João XXIII

Seminaristas, Sacerdotes, Professores do Seminário, funcionários e convidados se reuniram nas dependências do Seminário Maior São João XXIII na manhã da última sexta-feira (31/05) para uma solenidade que marcou a “dedicação” da Biblioteca do Seminário, ao Bispo Emérito da Diocese de Paracatu.

A data da cerimônia foi escolhida pelos Seminaristas e dirigentes da instituição por ser o aniversário do Bispo que completou 83 anos de vida e 60 anos de sacerdócio.   “-Uma biblioteca é um local onde as aprendizagens se consolidam, onde dúvidas são tiradas, onde trabalhos são realizados, onde sabedorias são partilhadas, é por isso que queremos prestar esta homenagem a dom Leonardo pela sua trajetória incansável de estudos. Escolhemos hoje para esta dedicação por se tratar de um dia muito importante, Dom Leonardo completa seus 83 anos de natalício,” justificou o Seminarista Alexsander Souza durante sua fala.

Durante a sua fala de agradecimento o homenageado lembrou dos tempos em que era seminarista na cidade de Diamantina e da sua luta pela preservação do Seminário e da sua dedicação em prol da instituição e da formação de novos Sacerdotes.

“-Eu fico profundamente grato, emocionado alegre por ver o meu nome perpetuado aqui nessa biblioteca, aqui nessa casa de formação, esse Seminário que sem dúvida está muito ligado à minha vida de Bispo aqui na Diocese. Eu busquei preservar essa casa que tem uma grande história em Paracatu sobretudo por ter formado tantos Padres e até bispos que atuam em prol da Igreja Brasil a fora,” disse Dom Leonardo.

Sobre o homenageado

Dom Leonardo de Miranda Pereira nasceu no dia 31 de maio do ano de 1936, oitavo filho do casal Antônio Gabriel Pereira e Maria Nilda de Miranda Pereira.

Estudou no Grupo Escolar Mata Machado. Com 11 anos de idade entra o menino Leonardo de Miranda Pereira para o Seminário Sagrado Coração de Jesus, onde, termina o curso ginasial, faz Filosofia e Teologia no Seminário.

No dia 8 de dezembro de 1959 foi ordenado padre na diocese de Diamantina pelo bispo Dom José Newton de Almeida Batista. Daí então começa o seu ministério pelos espaços da diocese de Diamantina, sendo: vigário paroquial, pároco, reitor interino do seminário e capelão.

No dia 14 de maio de 1986, na instalação da diocese de Guanhães, Dom Leonardo na sua então paróquia, recebe a notícia de sua nomeação e eleição como bispo para a diocese de Paracatu.

Foi ordenado bispo no dia 9 de agosto de 1986, em Guanhães, por Dom Geraldo Majela Reis, arcebispo de Diamantina, tendo como consagrantes Dom Serafim Fernandes de Araújo, arcebispo de Belo Horizonte e Dom Antônio Felipe Cunha, bispo de Guanhães. Em 14 de setembro, Dom Leonardo sai de Diamantina e vai para Paracatu, onde, toma posse como o terceiro bispo diocesano.

Dom Leonardo esteve 26 anos à frente da diocese de Paracatu. Foi assessor Nacional da Pastoral do Menor junto a CNBB. Lutou pela criação da Província Eclesiástica de Montes Claros, da qual Paracatu hoje é sufragânea e local onde estudam os seminaristas da Teologia.

No dia 7 de novembro de 2012, tornou-se bispo emérito da diocese, por ocasião da nomeação do novo bispo diocesano, Dom Jorge Alves Bezerra.

Paracatu.net


Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Senado aprova MP da Liberdade Econômica

Proposta enviada pela Câmara permitia trabalho aos domingos e feriados com regras diferentes da CLT. O Senado Federal aprovou, nesta quarta-feira (21), a medida provisória

Fechar Menu