Barroso denuncia corrupção no STF: ‘Tem gabinete distribuindo senha para soltar corrupto’

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, denunciou uma suposta existência de corrupção dentro dos gabinetes do STF. 

“Menos de 1% dos presos do sistema está lá por corrupção ou por crime de colarinho branco. Tem alguma coisa errada nisso. E ainda assim, no Supremo, você tem gabinete distribuindo senha para soltar corrupto. Sem qualquer forma de direito e numa espécie de ação entre amigos”, apontou, em entrevista ao jornal Folha de São Paulo. Ao ser perguntado sobre quais seriam os gabinetes, no entanto, Barroso desconversou. 

Ao comentar a Constituição de 1988, ele frisou que a Carta Magna garantiu diversos direitos aos brasileiros em 30 anos, mas não deixou de apontar a corrupção “estrutural, sistêmica e programada” como um “ponto baixo” do “filme da democracia brasileira”, que se reflete, inclusive, na Corte.

O ministro ainda falou sobre a necessidade de renovação dos compromissos democráticos que, para ele, podem ser definidos em duas regras básicas: “A primeira: quem ganhar a eleição leva. E deve se respeitar o direito de a maioria governar. A segunda regra: só é aceitável a maioria governar democraticamente. E, portanto, ela tem que respeitar as regras do jogo democrático e os direitos fundamentais de todos”, enumerou.

Agência Brasil /Folha S.P

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Senado aprova MP da Liberdade Econômica

Proposta enviada pela Câmara permitia trabalho aos domingos e feriados com regras diferentes da CLT. O Senado Federal aprovou, nesta quarta-feira (21), a medida provisória

Fechar Menu