Atirador que abriu fogo em porta de boate é indiciado por quatro tentativas de homicídio em Patos de Minas

O inquérito que investigava o caso do atirador que abriu fogo e feriu 6 pessoas na porta de uma boate em Patos de Minas foi concluído pela Polícia Civil. A informação foi confirmada pelo delegado Luís Mauro Sampaio, nesta quarta-feira (29).

O crime ocorreu no dia 4 de junho e Tiago Ribeiro dos Reis, de 29 anos, foi preso no dia 7. Desde então, as investigações seguiram para identificar mais elemento e se houve outros envolvidos na ação.

O advogado de defesa, José Ricardo Souto, disse que por enquanto não tem como comentar, apenas depois que tiver acesso aos autos.

O responsável pelos disparos foi indiciado por 4 tentativas de homicídio, contra frequentadores que estavam no bar. Conforme Sampaio, mesmo atingindo 6 pessoas, o foco dele era um grupo de 4 pessoas com que tinha tido atrito na mesma madrugada.

“O autor, segundo nossos indícios, estaria consumindo uma substância entorpecente, essa substância caiu no chão e nessa queda o autor teria discutido com a vítima. A vítima então saiu do banheiro, durante a boate pediu desculpas para o autor, que não aceitou”, detalhou.

Após o ocorrido, ele saiu da boate e avisou a algumas pessoas que iria atirar na pessoa que derrubou a droga, mas também em outras pessoas do grupo de amigos. “Essa versão foi confirmada por uma testemunha, que disse que o autor comentou com ele logo depois dos disparos que teria dado ‘tiros em uns caras’ que teriam folgado (sic) com ele dentro da boate, que seriam a vítima e os amigos”.

Após a conclusão do inquérito, ele é encaminhado para a Justiça para os próximos andamentos. O atirador segue preso no Presídio Sebastião Sátiro.

PO Notícias

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn