Atendimento no Cartório Eleitoral de Vazante será apenas com agendamento

O Cartório Eleitoral de Vazante informou,  nesta segunda-feira  (16), que o atendimento na unidade será apenas com agendamento pelo site do TRE, via telefone 148 ou (34) 3813 0512 (Cartório Eleitoral).

Para agendar o atendimento em todas as cidades do estado, acesse o sistema de agendamento no final desta página. A partir do dia 16 de março e até 8 de abril de 2020, o atendimento ao público nas unidades da Justiça Eleitoral em Minas Gerais será feito apenas mediante agendamento. A medida foi determinada pela Corregedoria Regional Eleitoral por meio do Ofício-circular nº 014/2020 (formato PDF).

Para dar agilidade ao atendimento, o eleitor em débito com a Justiça Eleitoral pode gerar guias para pagamento da multa eleitoral e procurar as unidades de seu município. 

Para efetivar o atendimento, é obrigatória a apresentação dos seguintes documentos: um documento de identificação * (Exemplos: carteira de identidade, carteiras emitidas por órgãos reguladores de profissão, certidão de nascimento ou casamento) e um comprovante original de residência (em nome próprio ou de parente próximo) emitido há no máximo três meses. Porém, para transferir o título é necessário que o eleitor comprove que reside há pelo menos três meses no novo domicílio (exemplos: conta de água, luz, telefone, correspondência oficial). É desejável apresentar também o título eleitoral e o CPF. Homens com mais de 18 anos de idade que forem se cadastrar pela primeira vez devem, obrigatoriamente, apresentar comprovante de quitação militar. 

Provisoriamente, a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) não vale como documento de identificação devido à vigência da Medida Provisória nº 905 de 12 de novembro de 2019.


Atenção: no caso de eleitor que deseja tirar seu primeiro título, se o documento de identificação apresentar abreviatura no nome dos pais ou do eleitor, deve ser apresentada documentação complementar.

O atendimento só é feito no cartório eleitoral que responde pelo município onde o eleitor está inscrito ou pelo município para o qual irá pedir transferência. Ou seja, um eleitor de Montes Claros não pode ser atendido em Juiz de Fora, a não ser que deseje pedir uma transferência para lá.

Tribunal Regional Eleitoral – MG

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Romeu Zema anuncia escala de pagamento

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, anunciou, nesta quarta-feira (28/10), a escala de pagamento dos servidores do Estado em novembro. A primeira parcela, com

Fechar Menu