Aposentado é localizado morto em Patos de Minas e nenhum parente é encontrado para o enterro

O homem morava de favores no porão de uma casa na rua São Gonçalo e nenhum parente dele foi encontrado na cidade.

Um aposentado de 62 anos foi encontrado morto na noite dessa quarta-feira (05) no bairro Santa Terezinha em Patos de Minas. A perícia constatou que a morte foi por causas naturais, mas o caso chamou a atenção. O homem morava de favores no porão de uma casa na rua São Gonçalo e nenhum parente dele foi encontrado na cidade.

Marcos Aparecido Ferreira foi levar comida e encontrou o aposentado caído no quarto ao lado da cama. Ele chamou o Samu, mas o homem já estava sem vida. A Polícia Militar também foi acionada, assim como a perícia da Polícia Civil para comprovar que a morte foi por causas naturais.

O aposentado encontrado morto é Antônio Raimundo Delfino, de 62 anos. Vizinhos informaram que ele se mudou para Patos de Minas há mais de 25 anos e que não mantem nenhum contato com parentes, embora disse que possuía duas irmãs e quatro filhos, dois homens e duas mulheres.  Antônio é da cidade de Porecatu no Paraná, mas os parentes estariam vivendo no Rio de Janeiro.

Antônio chegou a se casar na cidade, mas a esposa também o deixou. O aposentado então foi morar de favor no porão de uma casa no bairro Santa Terezinha. Dependente de álcool, ele chegou a viver nas ruas e pedir esmolas. Na hora da morte, nenhum parente foi encontrado para fazer o enterro.

Os vizinhos e conhecidos se perguntavam o que fazer com corpo em situações como esta. O serviço de assistência social do município foi acionado e deu a solução. A assistente social Maria Luiza explica que existe convênio com as funerárias e nesse caso é feito o chamado enterro social, para que todas as pessoas tenham um enterro digno.

PATOS HOJE

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn