Alunos de escola em João Pinheiro recebem carta em nome da Rainha Elizabeth II

A Rainha da Inglaterra enviou uma correspondência em resposta à carta elaborada pelos estudantes do Colégio Darcília Coimbra, que a felicitava pelos 70 anos de reinado.

Os alunos do 1° ano do Ensino Médio do Colégio Darcília Coimbra se surpreenderam com uma resposta em nome da Rainha Elizabeth II, após enviarem uma carta a parabenizando pelos 70 anos de reinado. A correspondência dos alunos, endereçada ao Palácio de Buckingham, foi escrita em inglês, impressa e assinada à mão por cada estudante.

A ideia de enviar uma carta à realeza britânica surgiu durante a disciplina de Filosofia, em uma aula com o tema “formas de governo”. A iniciativa partiu do professor Marlon Marques Melgaço e foi aderida pelos alunos, que mantiveram altas expectativas, mas não imaginavam que receberiam uma resposta em nome da Rainha, 20 dias depois.

A carta

Segundo o professor Marlon, a carta veio acompanhada de fotos da Rainha, envelope e cartão e assinada por Marry Morrison, a dama de companhia da Rainha Elizabeth II. Ela foi endereçada ao Colégio e nominal aos próprios alunos da escola.

Em tradução para o Português, Marry Morrison, em nome da Rainha, escreveu:

“Para: Alunos do Colégio Darcília Coimbra

A Rainha pede que eu escreva e agradeça à carta que vocês enviaram à Sua Majestade na ocasião de seu Jubileu Platinum.

A Rainha se alegrou por ouvir isso de vocês e, embora não consiga responder a vocês pessoalmente, Sua Majestade apreciou grandemente as coisas legais que vocês disseram.

Eu agradeço a vocês novamente por sua mensagem de felicitações à Rainha neste ano de seu Jubileu Platinum.

Marry Morrison – Dama de companhia – 20 de abril de 2022″

Segundo o professor, a resposta da Rainha ajudou na autoestima dos alunos como um todo. — Foto: Marlon Marques Melgaço/Arquivo Pessoal

Segundo o professor, a resposta da Rainha ajudou na autoestima dos alunos como um todo. — Foto: Marlon Marques Melgaço/Arquivo Pessoal

O Colégio

O professor Marlon disse em entrevista ao g1 que a expectativa pela resposta foi igual ao sentimento de um pai que fica ansioso pela felicidade dos filhos.

“Eu gostei muito porque o sorriso dos alunos é impagável. Primeiro, porque é conto de fadas, né? Receber uma carta da Família Real mais conhecida, onde todos os desenhos e filmes se inspiram. Segundo, que os alunos sentiram que tudo é possível. Ou seja, eles podem tocar tudo, fazer parte e viver o ‘sonho real’ em qualquer lugar e momento”, contou Marlon.

O professor ressaltou que toda a tradução e elaboração da carta foi realizada pelos alunos, e que revisou apenas os aspectos formais da carta. Ele explicou que os responsáveis pelas correspondências do Palácio poderiam descartar a mensagem caso a linguagem não fosse redigida de forma específica.

A aluna Julia Brasil Couto está entre uma das estudantes que aderiram prontamente à ideia. Ela, segundo o professor, ajudou no processo de escrita, tradução e correção da carta, além de recolher as assinaturas dos colegas.

Em conversa com o g1, Julia contou que entre as palavras escritas pelos alunos estavam as felicitações à Rainha pelos 70 anos de reinado e a torcida por uma boa recuperação dela, que na época se curava após contrair a Covid-19.

Eu, juntamente com meus colegas, achamos incrível e muito interessante realizar essa atividade proposta pelo Marlon, isso em razão de nós admirarmos bastante o ofício da Rainha e a liderança dela, que foi uma das mais conhecidas durante a história. Após mandar a carta como forma de parabenizar e prestigiar a rainha, nós ficamos muito contentes com a resposta dela e do palácio”, contou a aluna.

Julia finalizou dando um conselho às escolas: investirem nos pequenos gestos e naqueles que são realizados com gentileza.

Alunos com a carta, cartão com foto da Rainha e envelope utilizados pelo Palácio de Buckingham para respondê-los.  — Foto: Marlon Marques Melgaço/Arquivo pessoal

Alunos com a carta, cartão com foto da Rainha e envelope utilizados pelo Palácio de Buckingham para respondê-los. — Foto: Marlon Marques Melgaço/Arquivo pessoal

G1

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn