Agentes vão fiscalizar casas na zona rural de Vazante para controle da doença de Chagas

O programa de controle da doença de Chagas será realizado na zona rural de Vazante. Agentes da Vigilância Epidemiológica do Município deverão iniciar nesta semana visitas em cerca de 220 propriedades nas comunidades de Brejinho, Salobo, Gameleira, Biboca e Água Doce.

Dados da Secretaria Estadual de Saúde apontam que estas regiões tem maior probabilidade de ocorrência de casos ou de surgimento do inseto devido aos seus históricos. O objetivo é fazer o controle do barbeiro e assim evitar o surgimento de casos da doença.

Os barbeiros se alimentam de sangue e são contaminados com o parasita quando sugam sangue de animais ou pessoas infectadas, que são os reservatórios naturais. Uma vez no tubo digestivo do barbeiro, o parasita é eliminado nas fezes junto ao ponto da picada, quando sugam o sangue da pessoa.

O inseto geralmente fica escondido, como atrás das cortinas, debaixo do sofá e do colchão. No quintal, a preocupação dele é com os telhados e o galinheiro.

Caso algum produtor rural encontre um inseto suspeito, ele deve procurar a vigilância epidemiológica do município para que seja feita a verificação e análise.

Por Anderson Franque / Montanheza FM 93.5

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Fechar Menu